Morro de São Paulo BLOG

Carnaval de Salvador

O Carnaval de Salvador está entre as maiores festas populares do país e é considerado um dos maiores carnavais do mundo. A dimensão e a quantidade de pessoas que participam da festa impressionam. Quem já uma única vez pulou um Carnaval em Salvador, sabe o que estamos falando. Turistas de diversas partes do Brasil e de outros países veem para a capital baiana passar os dias de folia. Em Salvador, o Carnaval tem duração oficial de uma semana, mas três meses antes do inicio dos desfiles dos trios, os blocos e principais grupos carnavalescos já estão em ritmo de carnaval, durante os ensaios de verão. Se você já tem passaporte para os dias de folia em Salvador ou está pensando em viajar para esta que é uma das maiores festas do planeta, comece a entender um pouco mais sobre como funciona.

O Carnaval em Salvador tem três circuitos oficiais: Batatinha (Centro Histórico), Dodô (Barra e Ondina) e o Osmar (Campo Grande e Castro Alves). Os blocos com seus trios elétricos dividem-se entre estes circuitos e desfilam diariamente, dia e noite, puxando os milhares de foliões. Cada bloco tem seu trio elétrico (gigantescos carros de som) com cantores, banda, dançarinos e sua marca registrada que é representada através dos “abadás” (as camisetas que representam os blocos). O folião que paga pelo abadá, sai atrás do trio elétrico do bloco dentro da “corda” (que marca o limite dos foliões que vestem o abadá). Quem não paga pelo abadá e quer acompanhar o desfile de seu bloco preferido, sai na “pipoca”, ou seja, onde ficam as pessoas que estão sem o abadá. A corda é puxada pelos “cordeiros”, homens e mulheres que controlam e protegem quem está pulando dentro da corda. Parece difícil de gravar tantas expressões diferentes e típicas, mas é bastante simples: basta saber que você sairá atrás do trio elétrico puxado pelo bloco, o qual você comprou seu abadá.
Os maiores e mais conhecidos blocos do Carnaval de Salvador são o Camaleão, do grupo Chiclete Com Banana; Cerveja e Cia, da cantora Ivete Zangalo; Coruja, de Claúdia Leite; o Crocodilo de Daniela Mercury, Os Mascarados de Margareth Menezes entre outros. Além destes blocos existem outros tão populares e famosos devido à tradição no Carnaval de Salvador como o dos Filhos de Gandhi, o Olodum e o Ilê Aiyê Quem não quiser ficar no meio da bagunça e da folia, pode ainda ficar em lugares mais reservados, que são os camarotes. Estruturas montadas em hotéis de Salvador e que ficam ao longo de todos os circuitos e concentram serviços completos como comida e bebida à vontade, discotecas, espaços para relaxar e até mesmo salões de beleza.
Alguns turistas se preparam o ano todo para viajar para o carnaval baiano e chegam a desfilar em cinco blocos durante os sete dias de folia. Dia e noite pulando atrás dos trios elétricos requer muita preparação física e ainda algumas precauções: beba muita água durante a folia, use sapatos confortáveis como tênis, bonés e óculos para se proteger do sol e ainda leve para os desfiles sempre o mínimo de dinheiro, um documento e um papel com o endereço do hotel, onde está hospedado, afinal cuidados como estes nunca são demais. O resto é aproveitar toda a alegria e descontração da maior festa popular do planeta, que é o Carnaval de Salvador!