Morro de São Paulo BLOG

Como Conhecer o Arquipélago de Tinharé

Morro de São Paulo no Arquipélago Tinharé Boipeba

Chegando à Morro de São Paulo, no extremo Norte do Arquipélago de Tinharé, notamos as variadas opções de caminhos, praias e trilhas a serem exploradas. Logo pensamos que conhecendo a Primeira Praia, Segunda Praia, Terceira Praia, parte da Quarta Praia, o caminho até a Gamboa, passando pelas Falésias e a Vila de Morro de São Paulo,  já não tem mais o que se descobrir neste lugar.
Em Morro de São Paulo, principal pólo turístico do Arquipélago e terceiro na Bahia, poucos visitantes exploram as belezas naturais existentes por aqui.
A opção de após alguns dias nas redondezas da vila, sendo hospedado numa das Pousadas e Hotéis de Morro de São Paulo, pode ser a de diminuir o volume da mochila e partir em direção ao sul do Arquipélago. A caminhada, seguindo a Quarta Praia que tem seu final na Quinta Praia ou Praia do Encanto onde a trilha segue pela Mata Atlântica, com alguns Riachos e Manguezais que o separam de um imenso coqueiral, cujo esconde a belíssima praia de Garapuá.

A Praia de garapuá nas redondesas de Morro de São Paulo

Um povoado que conserva suas atividades voltada à pesca.
Equipado apenas com rede, sal, canivete ou faca alem de poucas roupas, Garapuá é um excelente lugar para esticar a rede no final do primeiro dia.
Desde Garapuá até o final da ilha, um pequeno trecho de manguezais com varias trilhas que dependem do uso em função da maré, acessos milenares usados pelos Índios e hoje por Marisqueiros, confundem a travessia para a Praia do Pontal, essa a maior do Arquipélago, com 12 km de extensão a Praia do Pontal é totalmente deserta com uma inclinação íngreme de areias grossas e soltas. O Rio do Inferno separa as ilhas de Tinharé e Boipeba, esta travessia é feita de barco.
A Vila de Velha Boipeba esta logo na chegada, depois da travessia, parada obrigatória para repor energias e mantimentos, também tem alguns coqueiros para prender a rede.
A caminhada em direção ao sul é sempre buscando o lado leste do Arquipélago onde estão as praias. A Ilha de Boipeba abriga inúmeras praias, muitas delas com sua natureza intacta e semi deserta.
Seguindo de Velha Boipeba, a Praia de Tassimirim faz a divisa com a Praia da Cueira, por um trecho de Mata Atlântica onde o ar se confunde à natureza com aroma de oxigênio puro.

Boipeba de Morro de São Paulo - Praia de Tassimirim

A Praia da Cueira que já foi eleita uma das mais belas do Brasil, tem como vizinha sendo separada por um morro, a Praia de Moreré. Esta praia paradisíaca é um lugar para parar e pensar, um lugar para amarrar a rede e relaxar na companhia da natureza.
Ponta dos Castelhanos não esta longe. Moreré tem mais ao sul, a Praia de Bainema, conhecida por sua extensão e por ser a última antes do imenso Manguezal até chegar ao fim do Arquipélago.

Imagem do mangue em Boipeba - Morro de São Paulo

A chegada em Ponta dos Castelhanos muda o sentido da caminhada. O retorno pode ser visto seguindo para Cova da Onça, a imensa praia de água cristalina e rasa indica o rumo ao norte. Seguindo pelo interior da ilha de Boipeba, as trilhas levam pela parte mais alta, onde as paisagens são inesquecíveis até chegar a Velha Boipeba.
Já na Ilha de Tinharé, a caminhada pode seguir pelo interior da Ilha, uma parte baixa e plana onde a vegetação predominante são as Bromélias que formam um vasto jardim chamado de Jardim das Bromélias.
Chegando ao Povoado do Zimbo, bem próximo a Vila de Morro de São Paulo, encontra-se novamente a Mata Atlântica que pode ser apreciada.
Seguindo encontramos as variadas trilhas, passando por vários riachos de águas claras e frias, que levam até o povoado do Galeão. O pôr do sol visto do alto do morro, onde esta a Igreja da Vila do Galeão, é uma paisagem espetacular. O continente separado por inúmeras ilhas e manguezais torna uma lembrança única, o horizonte se confunde com o céu em função da distância alcançada pela vasta elevação do morro onde esta localizada a Igreja.
Entre Galeão e Morro de São Paulo está a Gamboa, que é passagem obrigatória, mas ao invés de seguir a caminhada pela praia, passando pelas Falésias e a Praia do Porto de Cima, a trilha no alto do morro leva até a Fonte do Céu.

Caminha para fonte do ceu em Morro de São Paulo

Uma pequena cachoeira de águas frias e límpidas em meio à mata. É o lugar ideal para refrescar e descansar desta longa caminhada que pode demorar uma semana.
Ao longo desta jornada estão vários povoados onde é fácil encontrar restaurantes e locais para alojamento. No entanto para pessoas que apreciam viver realmente a natureza, a dica é ficar atento pois tanto nas praias ou trilhas é comum encontrar marisqueiros e pescadores que sempre podem oferecer os produtos frescos extraídos do mar como mariscos e peixes que são facilmente preparados para uma refeição.